Dicas

  • Portas para ambientes internos

    Portas para ambientes internos

    Saiba quais são as portas mais adequadas para o seu espaço

    Uma das primeiras decisões a ser tomada e um projeto de arquitetura é a escolha da localização das portas. Isso porque, é ela que permite a entrada e a saída de pessoas em um ambiente e possibilitam a circulação entre todos os cômodos.

    Além disso, elas também cumprem função estética, podendo agregar ou até mesmo definir o estilo de decoração dos ambientes, a partir dos seus modelos e materiais.

    No post de hoje, vamos mostrar os tipos de portas e suas aberturas para ajudar você a escolher os modelos ideais para ambientes internos.

    Tipos de portas e suas especificações
    O que determina um tipo de porta são características como a sua abertura e a quantidade de folhas que ela possui — trata-se da porta em si, que, em alguns casos pode ter mais de uma camada.

    Conheça os principais modelos a seguir!

    Portas decoradas

    foto01

    São feitas de madeira e possuem detalhes em suas laterais ou centro. Também possuem versões com visor de vidro, que proporcionam maior luminosidade ao ambiente.

    Esse tipo de porta é perfeito para a entrada da casa, dando um ar de elegância e modernidade.

    Porta lisa

    foto02

    A porta lisa é uma das mais comuns e utilizadas. Não possuem nenhum detalhe em sua estrutura e oferecem uma variedade de cores.

    São muito indicadas para ambientes internos, como banheiros, quartos e salas.

    Porta veneziana

    foto03

    Esse modelo possui pequenas aberturas — podendo ser parcial ou em toda a porta — que permitem maior ventilação dos cômodos.

    São muito usadas em sacadas e despensas.

    Porta basculante

    A porta basculante possui vitrôs em sua estrutura que são acionados através de uma alavanca.

    Geralmente, são feitas de alumínio ou aço e são muito usadas em cozinhas e áreas de serviço.

    Porta postigo

    Esse modelo é composto por duas folhas, permitindo que uma seja aberta sem que haja a necessidade de mexer na estrutura principal.

    Garante maior circulação do ar e melhor aproveitamento da iluminação natural. Podem ser encontradas em uma variedade de materiais e tonalidades.

    Tipo de aberturas

    Além de apresentar diversos modelos, as portas também oferecem diferentes formas de abrir, que podem ser mais vantajosas para determinadas situações. Confira a seguir!

    Porta de correr

    foto04

    Esse tipo de porta apresenta muita praticidade e melhor aproveitamento do espaço, sendo ideais para ambientes pequenos.

    Como o próprio nome sugere, essa porta corre sob trilhos, deslizando para a lateral quando aberta.

    Porta de giro

    foto05

    Também conhecida como porta de abrir, esse é o tipo mais comum e fácil de ser encontrado.

    Podem ser confeccionadas em diversos materiais e são muito utilizadas em banheiros e quartos.

    Porta sanfonada

    foto06

    A porta sanfonada também é uma excelente opção para quem procura otimizar o espaço.

    Seu funcionamento é semelhante ao da porta de correr, porém, quando deslizada, ela se dobra assumindo a aparência de uma sanfona.

    Seu uso é indicado para cozinhas, banheiros, quartos e despensas.

    Porta camarão

    foto07

    São modelos muito sofisticados e ideais para a divisão de ambientes internos.

    Seu sistema de abertura é composto por duas folhas que são ligadas entre si por dobradiças, e, quando abertas, uma folha fica sobre a outra.

    Porta pivotante

    foto08

    As portas pivotantes giram em torno de um eixo vertical, proporcionando economia de espaço, já que são projetadas para fora.

    Costumam ser maiores que os outros tipos de portas e podem ser feitas sob medida. São muito utilizadas em ambientes internos como salas e quartos, porém são mais recomendadas para a entrada de residências.

    Agora que você já sabe quais são os modelos de porta e seus diferentes tipos de abertura, é só escolher a peça que se adequar melhor ao cômodo e ao espaço que você tem disponível.

    Fonte: C&C


  • Dicas e objetos funcionais para facilitar a organização em casa

    Dicas e objetos funcionais para facilitar a organização em casa

    Saiba quais são os utensílios que ajudaram a colocar a sua casa em ordem

    Organizar a casa e mantê-la arrumada pode parecer uma tarefa que exige muito esforço, mas, uma vez que essa prática vira um hábito, manter tudo em seu devido lugar acaba se tornando uma atividade muito simples.

    Para ajudar na organização e tornar a tarefa ainda mais prática, há diversos utensílios que têm como finalidade auxiliar e facilitar os métodos e arrumação.

    A melhor organização é aquela em que tudo se torna mais prático, facilitando o seu dia a dia. Por isso, trouxemos algumas dicas de organização para você se inspirar, sempre adaptando os métodos do seu jeito.

    Afinal, ninguém conhece a sua casa tão bem quanto você!

    1. Use e abuse de organizadores

    foto02

    Caixas, cestas, potes… Você pode encontrar organizadores em diversos formatos, modelos e tamanhos, que atenderão a todas as suas necessidades.

    Os organizadores são extremamente funcionais, podem ser utilizados em todos os cômodos, protegem os itens da poeira e da umidade, ajudam a otimizar espaço e você ainda pode guardar de tudo neles, desde produtos de higiene pessoal à materiais de escritório.

    2. Nichos, estantes e prateleiras

    foto03

    Você pode organizar os seus itens abusando da distribuição em nichos, estantes e prateleiras.

    São multifuncionais, super práticos e servem tanto para armazenar, quanto para expor objetos decorativos. Também são ideais para ambientes pequenos, já que permitem que você explore os espaços disponíveis na parede, otimizando a área do cômodo.

    3. Aposte nos ganchos

    foto04

    O uso de ganchos é uma das formas mais simples e práticas que existem para otimizar espaço. Eles funcionam como uma prateleira aérea e são super versáteis.

    Apresentam uma grande variedade de cores e formatos, e você ainda pode pendurar de tudo neles, como por exemplo: xícaras, panelas, bijuterias, mochilas, casacos, vasos, chaves… As possibilidades são infinitas!

    São fáceis de instalar, possuem um custo muito baixo e funcionam como ótimos suportes.

    4. Colméias organizadoras

    foto05

    Não há nada pior do que abrir a gaveta para pegar algo e se deparar com ela toda revirada, não é mesmo? Afinal, isso só nos faz perder tempo e ainda causa estresse.

    Mas fique tranquilo, esse problema pode ser facilmente resolvido com o uso de colméias organizadoras. Além de facilitar a organização de armários e gavetas, as colméias permitem melhor visualização de todos os itens, deixando-as sempre arrumadas e práticas.

    5. Organizador de fios

    Nos dias atuais, é perfeitamente normal adquirirmos aparelhos eletrônicos cada vez mais, o problema é que a grande maioria vêm acompanhados de cabos e fios, tornando inevitável que eles se embolem, causando desordem e deixando o cômodo com cara de desorganizado.

    Um organizador de fios em espiral é tudo o que você precisa para solucionar esse problema. Com ele é possível unir diversos cabos em um, sem correr o risco de enrolá-los e ainda deixará o ambiente com um visual mais clean.

    6. Araras e cabideiros

    foto06

    Araras e cabideiros são excelentes opções para pendurar aquelas roupas usadas que serão reutilizadas antes da lavagem.

    Outra alternativa é deixar um cabideiro na sala de estar ou próximo a porta de entrada, para que as visitas possam pendurar seus casacos e bolsas.

    7. Sapateira flexível

    O armário está lotado e não sobrou nem um espacinho para guardar os sapatos novos? Invista em uma sapateira flexível e organize os seus calçados de forma prática e sem deixá-los expostos a poeira.

    Deixe-a debaixo da cama para otimizar mais espaço ainda.

     

    Fonte: C & C


  • Equipe sua casa para os dias frios

    Equipe sua casa para os dias frios

    Com a queda das temperaturas, o melhor a se fazer é preparar a sua casa para ter todo conforto e bem-estar que o inverno requer. Afinal, não há nada mais acolhedor do que chegar em casa e encontrar tudo quentinho e aconchegante, não é mesmo?

    E não é preciso se preocupar com o quebra-quebra de reformas que levam um bom tempo para serem concluídas; com algumas pequenas mudanças já é possível obter bons resultados.

    Aposte em tonalidades quentes

    foto02

    Apostar em cores quentes é uma ótima alternativa para ajudar a aquecer o ambiente. Invista em tons de vermelho, laranja e vinho, por serem cores que remetem ao fogo, elas passam a sensação de um ambiente aquecido e acolhedor.

    Você pode agregar esses tons nas paredes com tintas, tecidos ou papéis e nos acessórios espalhados pela casa.

    Aquecedor

    foto03

    Quando falamos em inverno, a nossa principal preocupação é manter a casa sempre quentinha e aconchegante. Para isso, não há nada melhor do que investir em um aquecedor.

    Atualmente, há diversos modelos disponíveis, dos mais simples aos mais sofisticados — e que cabem em todos os bolsos. Eles são fáceis de transportar e aquecem os cômodos rapidamente, sendo perfeito para deixar no quarto e garantir uma boa noite de sono.

    Acessórios

    Alguns acessórios são uma verdadeira salvação para esses dias mais frios, pois trazem mais conforto e facilitam a execução de algumas atividades.

    Tem algo mais desanimador do que lavar a louça nesse frio, quando a temperatura da água fica congelante? Instalar uma torneira elétrica na pia da cozinha resolverá o seu problema! Ela possui um controle que permite que você escolhe a temperatura que desejar, tornando as atividades na cozinha menos desagradáveis.

    Outro exemplo ótimo é o toalheiro térmico. Esse acessório é muito funcional e além de manter as toalhas secas e quentinhas, ele também potencializa a higienização, evitando a proliferação de fungos e bactérias.

    Arrume os armários

    Outra dica muito útil, é organizar os armários do quarto e da cozinha, beneficiando os itens que são mais utilizados nessa estação e facilitando a rotina diária.

    Tire os cobertores pesados, as malhas e os tricôs do fundo do armário, para que estejam ao alcance da mão assim que precisar deles e guarde as roupas mais fresquinhas que não serão usadas por um bom tempo.

    Para os armários da cozinha, tire das prateleiras e armários altos os itens que serão mais utilizados durante a estação, como sopeiras, canecas, jogos de chá e aparelho para fondue.

    Mantas e almofadas

    foto04

    Mantas e almofadas nunca são demais nesses dias em que a temperatura fica mais amena. Por isso, espalhe-as por todos os lados e deixe sempre uma manta ao alcance das mãos.

    Prefira tecidos mais quentes, como felpudo ou com toque aveludado, que trazem mais conforto e aconchego.

    Iluminação

    foto05

    As lâmpadas com tonalidade amarelada promovem sensação de calor ao cômodo. Você também pode abusar das velas, elas ajudam a esquentar o ambiente e têm tudo a ver com esse clima de inverno.

    Tapetes

    foto06

    Os tapetes são perfeitos para essa estação, principalmente para os cômodos que possuem piso mais frio, afinal, ninguém merece sair pisando no gelado! Além de ser um elemento decorativo, ele também evita o choque térmico.

    Invista em modelos aveludados e felpudos que proporcionam uma sensação conforto maior.

    Fonte: C&C


  • Saiba como deixar a sua casa mais sustentável

    Saiba como deixar a sua casa mais sustentável

    Quer contribuir para a saúde do planeta mas não sabe como? Você pode começar mudando alguns hábitos e adquirindo itens ecológicos para a sua casa. Essas pequenas ações ajudam o meio ambiente e ainda tornam seu dia a dia mais prático e econômico.

    Pensando nisso, preparamos uma série de dicas que vão te ajudar a pensar de forma ecológica e adquirir hábitos mais sustentáveis que farão toda a diferença na sua rotina e no planeta.

    Dispositivos ecológicos para torneiras e descargas

    foto02

    Hoje em dia há diversos equipamentos que são projetados para diminuir o desperdício de água, sem comprometer a qualidade do produto e seu funcionamento.

    As torneiras com sensor de presença e temporizadores são exemplos disso. São capazes de economizar, em média, até 70% do consumo de água, graças a sua tecnologia que interrompe o fluxo de água em alguns segundos.

    Outra solução para economizar ainda mais, são os arejadores de torneira, esse acessório limita a vazão de água, chegando a uma economia de mais de 50%. Possuem um custo muito baixo e podem ser aplicados a qualquer modelo de torneira.

    A válvula de descarga ecológica também é outra solução muito eficiente no que diz respeito a redução do consumo de água. Ela possui dois fluxos: um que libera três litros de água para dejetos líquidos e outro que libera seis litros para dejetos sólidos. Essa tecnologia proporciona uma economia de 30% de água por ciclo de descarga.

    Lâmpadas e eletrodomésticos de baixo consumo

    foto03

    As lâmpadas de LED são um pouco mais caras que as demais; mas em compensação, elas apresentam maior custo benefício a longo prazo, já que possuem vida útil 40 vezes maior que uma lâmpada comum e reduzem o consumo de energia até 80%.

    Quando trocar os eletrodomésticos, dê preferência aos modelos com classe energética A++ ou A+++, que consomem até 70% menos energia em comparação com os modelos de classe A.

    Lembre-se de nunca deixar aparelhos elétricos sem uso na tomada e apague as luzes sempre que deixar um cômodo.

    Reforma sustentável

    Se estiver planejando uma reforma, opte por materiais ecológicos que são produzidos com matérias primas que não agridem o meio ambiente. Hoje em dia há uma variedade de opções sustentáveis para reforma da casa, como telhas, pastilhas decorativas e tintas ecologicamente corretas.

    Desfrute dos recursos naturais

    Deixe as luzes apagadas durante o dia e aproveite a luz do sol para iluminar os ambientes. Nos dias mais quentes, procure deixar as janelas abertas para ventilar a casa, a fim de evitar o uso de ventiladores e instale um sistema de captação de água de chuva e utilize a água recuperada para lavar telhas, calhas e afins.

    Deixe a sua casa mais verde

    foto04

    As plantas funcionam como um elemento decorativo que trazem mais vida para a casa, deixando o ambiente mais agradável e melhorando a qualidade do ar.

    Uma sugestão bem legal é fazer uma pequena horta vertical. Ela ocupa pouco espaço e você terá temperos, hortaliças e até plantas medicinais ao alcance das suas mãos. Dessa forma você terá uma alimentação muito mais saudável, melhorando a sua qualidade de vida.

    Evite plásticos

    O impacto que os plásticos geram ao meio ambiente são extremamente preocupantes, pois, além de demorarem séculos para se decompor, grande parte desses resíduos são despejados ou acabam caindo no mar, tornando-se uma das principais causas para a morte de animais marinhos.

    É claro que eliminar completamente o uso desse elemento é algo muito difícil, afinal, a maioria dos produtos que usamos diariamente vêm em embalagens de plástico, mas se você evitar o consumo dos plásticos de uso único — os famosos descartáveis —, já estará contribuindo significativamente para um planeta mais saudável.

    Descarte o seu lixo de forma correta

    foto05

    Quando os lixos são descartados em aterros, ruas, oceanos — ou qualquer local que não seja apropriado — isso causa impactos negativos, como a contaminação do planeta pelos resíduos.

    Portanto, separe seu lixo de acordo com as categorias as quais eles pertencem e descarte-os nas latas específicas para sua reciclagem. Reaproveite ao máximo a utilidade de plásticos, vidros, borrachas e metais para diminuir a quantidade de lixo que você produz.

    Agora que você já sabe como deixar a sua casa ainda mais ecológica.

    Fonte: C&C


  • Dicas para reformar o banheiro gastando pouco

    Dicas para reformar o banheiro gastando pouco

    Saiba como economizar na reforma do banheiro

    Quantas vezes você já adiou alguma reforma por que não tinha muito dinheiro sobrando? Muitas, não é mesmo? Afinal, um dos maiores desafios é reformar sem gastar muito.

    Quando falamos em banheiro, é difícil pensar em como podemos dar uma cara nova a esse ambiente sem quebrar tudo e começar uma reforma do zero. Mas fique tranquilo, hoje vamos mostrar que é possível mudar e obter bons resultados gastando pouco, com muita criatividade e planejamento.

    Pequenas mudanças, grandes resultados
    Uma boa solução é modificar o cômodo aos poucos. Tire um tempo para olhar o seu banheiro, observe quais são os pontos que mais te incomodam e faça uma lista para definir quais precisam ser mudados com maior urgência.

    Confira abaixo algumas dicas de pequenas mudanças que vão renovar o seu banheiro de forma econômica.

    Espelhos

    foto01

    Os espelhos são itens essenciais em qualquer banheiro. Além de serem muito úteis, eles também são decorativos e criam uma sensação de amplitude do espaço — o que é ótimo para banheiros pequenos.

    Você pode abusar dos tamanhos, formatos e molduras, inove na escolha e dê uma cara nova ao seu banheiro.

    Iluminação

    foto02

    A iluminação é outro elemento necessário para um banheiro; e uma de suas grandes vantagens é que é muito fácil renová-la. Uma simples troca de lâmpadas pode dar uma ar totalmente novo ao ambiente. Aposte em luminárias com design diferentes e que complementam a decoração.

    Troque a cuba de apoio

    foto03

    As cubas são modernas, ocupam menos espaço e causam um grande impacto na aparência do ambiente. Além disso, há uma grande variedade de tamanhos, formatos e cores que se adaptam a qualquer decoração.

    Trocar os metais

    Torneiras e registros antigos são facilmente percebidos em um banheiro. Trocá-los por peças novas é uma boa solução para deixar o ambiente mais moderno e com cara de novo.

    Decore com pastilhas ou azulejos

    foto04

    As pastilhas e azulejos são excelentes opções para decorar um ambiente. Além disso, são extremamente fáceis de aplicar e você pode fazê-lo sem a ajuda de um profissional. Aplique sobre a pia, na área do box ou até mesmo nos móveis. Abuse das cores e estampas para criar um visual diferente e alegre.

    Gabinete
    O gabinete é um item que se destaca no banheiro e faz toda a diferença na decoração. Você pode trocar por um móvel novo ou reformar o seu antigo com uma bela pintura.

    Ducha nova
    Adquirir uma ducha nova é uma ótima opção para renovar o ambiente; e ainda transformar o seu dia a dia. Atualmente há diversos modelos com designs diferentes e bonitos que vão agregar muito mais estilo ao seu banheiro.

    Acrescente praticidade ao seu dia a dia com nichos

     foto06

    Os nichos são ótimas opções para manter tudo organizado e para inovar na decór do banheiro. Além disso, eles proporcionam melhor aproveitamento do espaço — já que, normalmente, são pendurados na parede, ocupando um espaço que antes era inutilizado.

    Uma dica para economizar ainda mais, é pegar aqueles caixotes de feira e transformá-los em nichos. Uma boa customização o deixará com cara de móvel novinho e o resultado fica super despojado.

    Acrescente itens decorativos
    Você também pode renovar o visual do seu banheiro apenas com elementos decorativos. Nesse caso, aposte em adesivos, quadros, aromatizadores, plantas, flores e/ou tapetes; esses itens dão personalidade e deixam o ambiente mais bonito.

    Não se esqueça apenas de moderar na escolha desses elementos para não carregar demais o visual do ambiente.

    Fonte: C&C


  • Decoração minimalista: dicas para adotar o estilo

    Decoração minimalista: dicas para adotar o estilo

    Dê adeus aos excessos com o décor minimalista!

    Você já ouviu falar sobre o minimalismo? O estilo, que está dominando o mundo da decoração, tem como premissa o “menos é mais” e é uma ótima opção para aqueles que querem dar um upgrade na decoração da casa, mas não abrem mão do simples.

    Por isso, se você está à procura de inspirações para decorar a sua casa, separamos um guia completo sobre tudo o que você precisa saber sobre o estilo minimalista. Confira!

    Como surgiu o estilo minimalista?
    O minimalismo surgiu por volta dos anos 60, nos Estados Unidos, como um movimento artístico e cultural que tinha como objetivo usar apenas elementos fundamentais como base de expressão.

    De lá pra cá o estilo cresceu tanto que começou a influenciar também o campo da arquitetura e decoração. E foi aí que a disseminação da ideia do “menos é mais” começou.

    Para quem curte essa pegada mais básica, é legal saber que o estilo conta com referências do design industrial e escandinavo, onde a decoração alia funcionalidade à estética.

    Características do Estilo Minimalista

    foto01

    Como mencionamos anteriormente, a essência principal do estilo minimalista é o “menos é mais”, por isso, é sempre bom pensar em funcionalidade em primeiro lugar. Ou seja, só coloque ou compre um novo móvel caso ele tenha alguma utilidade para você. A ideia é sempre combinar conforto, funcionalidade e beleza com o mínimo possível.

    Algumas outras características também são bastante importantes para o estilo. Veja só!

    As cores do minimalismo

    No estilo minimalista, a aposta certa é nas cores neutras. Dê preferência para o cinza, preto, branco e marrom e claro, todos os tons que os permeiam.

    Mas, se você quiser quebrar um pouco a monotonia, apostar nas cores mais vibrantes pode ser uma boa ideia. A dica é colocar itens com cores fortes no meio da decoração; quebrando um pouco da formalidade do ambiente. Aposte em almofadas, quadros e vasos de flores, por exemplo.

    Iluminação

    O estilo minimalista valoriza a iluminação natural dos ambientes, por isso, você pode apostar na inclusão de grandes janelas de vidro em ambientes como sala de estar, sala de jantar e hall. Além de potencializar a iluminação natural, também valoriza a cor das paredes.

    Para iluminar a noite, o ideal é apostar em pendentes de alumínio e abajures. Quando for escolher, opte por modelos de lustres simples e na cor rosé gold, que estão super em alta na decoração. Em relação a materiais, o ideal é apostar em itens de madeira, cobre e concreto.

    Mobília

    No estilo minimalista, os móveis possuem um design de linhas mais retas, são mais baixos que o normal e claro, são sempre funcionais. Por isso, invista em uma mobília funcional, básica e clean.

    É bom lembrar que, assim como a decoração, a organização também conta muito no estilo. Portanto, mantenha sempre tudo bem organizado e guardado em seu devido lugar.

    Objetos na decoração

    Como no estilo minimalista tanto os móveis, quanto as paredes possuem cores neutras, os objetos são o grande segredo para dar aquele toque especial na decoração.

    Invista em pôsteres, vasos de flores, espelhos com molduras e quadros em tons pastéis. Para quem quiser dar ainda mais destaque, a dica é apostar nos itens de cores mais vibrantes, como vermelho, laranja e amarelo; deixando o visual mais sofisticado e harmonioso.

    Vantagens do estilo minimalista

    Não é toa que a decoração minimalista faz tanto sucesso hoje em dia, adotar esse estilo de vida traz inúmeras vantagens para seu dia a dia, tais como:

    Tranquilidade: proporciona um ambiente mais organizado e sem poluição visual; trazendo uma sensação de calma e leveza;
    Limpeza: com menos móveis e objetos de decoração, consequentemente a limpeza da casa se torna mais fácil;
    Economia: com tons mais neutros e a valorização da iluminação natural, os gastos com energia elétrica acabam diminuindo consideravelmente.
    Para se inspirar
    Veja como trazer o estilo minimalista para cada ambiente da sua casa:

    Sala de estar

    foto02

    Na sala de estar, o ideal é deixar à vista somente o essencial. Aposte em um sofá de cor neutra, painel para colocar a TV (e dar adeus às prateleiras) e claro, uma boa e velha mesinha de centro. Para deixar o ambiente mais alegre e receptivo aos convidados, use e abuse de pontos de cor em quadros, almofadas e tapetes.

    Quarto

    foto03

    No quarto, invista somente nos móveis indispensáveis, como: cama, criado-mudo, luminária, guarda-roupas e espelho. Para criar um ambiente com clima ainda mais agradável, aposte em uma boa iluminação; sempre combinando cores e estampas.

    Aposte em cortinas e persianas também nas cores neutras e tons pastéis; pois, além de tornar o ambiente mais agradável, pode ser usado durante todo o ano.

    Cozinha

    foto04

    A cozinha, acima de todos os outros ambientes, precisa ser ainda mais funcional. Deixe em vista apenas os eletrodomésticos que mais usa, uma forma eficiente de deixar a decoração sempre organizada e facilitar na hora do preparo das refeições.

    Para quem está à procura da mobília perfeita, o ideal é apostar em móveis planejados; uma forma de deixar tudo uniforme e claro, mais organizado.

    Fonte: C&C


  • Como escolher o rodapé ideal

    Como escolher o rodapé ideal

    Cada vez mais importantes, os rodapés se tornaram de vez um item de decoração.

    Antes o rodapé era usado apenas para ajudar na proteção e limpeza da casa, mas, com o passar do tempo ele vem se tornando um item que compõe a decoração do ambiente. Hoje ele tem todas estas funções, disfarçam pontos elétricos e também podem embutir fiações indesejadas de ficarem expostas.

    Existem diversos tipos e materiais de rodapés disponíveis, o que amplia as possibilidades na hora de escolher o modelo ideal para você. Para você entender mais sobre cada detalhe dos rodapés a C&C preparou este conteúdo. Vamos lá!

    Tipos
    Apesar de parecer algo simples, os rodapés contam com grandes variações em altura e detalhamento. Existem os rodapés que são mais altos, visando destaque para casas com pé-direito alto ou duplo. Os baixos são simples e tradicionais. Além dos lisos e frisados, onde o primeiro deixa o destaque para a decoração e o outro, traz a decoração para o rodapé, o que lhe confere estilo.

    Além disso, há também tipos distintos de rodapés: Embutidos, sobrepostos e invertidos ou flutuantes. Abaixo você confere cada um deles e suas diferenças.

    Embutido

    foto01

    O rodapé embutido fica rente à parede, dando sequência natural ao revestimento. Com isso, esse tipo de rodapé precisa ser instalado junto com o revestimento, já que ele não tem nenhum sobressalto.

    Este tipo de rodapé não é tão comum, mas traz uma elegância ímpar para uma parede, podendo ser discreto ou marcante, dependendo do revestimento escolhido na hora da aplicação.

    Sobreposto

    foto02

    Mais comum nas casas e entre os estilos de decoração, o rodapé sobreposto é o tipo mais clássico dentre todos. É instalado após a instalação do piso e revestimento, por isso ele fica sobreposto ao revestimento.

    Combina com todo o tipo de decoração, até por ser o rodapé mais comum. Conta com diversos materiais - falaremos abaixo - e alguns desses materiais podem ser pintados ou customizados para harmonizar ainda mais com o ambiente e usos.

    Invertido ou flutuante
    O rodapé invertido é o que fica para “dentro” da parede, o que dá a impressão de que a parede está flutuando. Por isso o termo também é usado para definir este tipo.

    Bastante incomum, o rodapé flutuante é moderno e ousado, encaixando bem em decorações que entram nessas descrições como clean, minimalista, colorida e industrial, por exemplo. Como cria-se um espaço entre o chão e a parede, alguns projetos contam até com iluminação no rodapé!

    Materiais
    Depois de cada tipo e suas descrições, existem também os diferentes materiais que são usados nos rodapés. Cada material tem uma maneira de aplicar e também suas restrições, por isso não deixe de conferir.

    Gesso

    foto03

    Delicado, o gesso vem caindo em desuso, já que é frágil e não pode entrar em contato com água. Por isso, seu uso está ficando cada vez mais restrito ao teto, local onde sua aplicação é bem comum.

    Porcelanato ou cerâmica

    foto04

    Um rodapé de porcelanato ou cerâmica acompanha o piso do ambiente instalado, o que traz uma sensação de amplitude do local. É uma aplicação simples, objetiva e rápida, já que o corte é feito no local e é usado o porcelanato já comprado para o piso.

    Fique atento quanto a quantidade de porcelanato comprado, já que o rodapé consome um pouco mais que o espaço do chão.

    Madeira

    foto05

    Bastante tradicional, o rodapé de madeira foi muito usado no país desde a época colonial, mas, com o passar do tempo, se tornou obsoleto. De difícil instalação, ele foi substituído por outros materiais, alguns que até simulam madeira.

    Cimento
    Vendido em barra, assim como a madeira, o rodapé de cimento é ideal para locais onde o piso já é de cimento. O corte das peças é feito no local e sua instalação é feita com argamassa, por isso, sua instalação é mais cuidadosa. Todo caso, é uma decoração bem industrial e que vem ganhando popularidade, já que o cimento queimado está em alta.

    MDF
    Bastante utilizado atualmente, o MDF pode ser entregue cru, revestido de laca ou pintado. Quando pintado, as cores padrão são branco, preto e tons que imitam a madeira. Para outras cores, é possível pintar o rodapé na obra. É um material indicado para locais secos, já que em áreas úmidas ele tem menor durabilidade.

    Mármore ou granito

    foto05

    Mais utilizado em áreas externas, o mármore e o granito são materiais resistentes e sofisticados. O rodapé do material é mais barato que o piso, portanto ele dá um acabamento refinado no ambiente. Tem três acabamentos diferentes: jateado, polido ou escovado.

    PVC
    Moderno e com bom custo-benefício, o PVC conta também com uma cavidade interna, que possibilita passagem de fios. Funciona muito bem também em ambientes que têm contato com água, se tornando um bom coringa para todas as situações.

    Poliestireno

    foto07

    O poliestireno chegou com tudo e vem conquistando seu lugar ao sol. Pode ser encontrado em diversos formatos e tamanhos, além de ser ecologicamente correto e com possibilidade de pintá-los com tinta acrílica. Usa-se apenas cola ou silicone na sua instalação, o que facilita a sua aplicação. Também conta com uma cavidade para a passagem de fiação.

    Fonte: C & C


  • 5 dicas para escolher a cortina ou persiana perfeita

    5 dicas para escolher a cortina ou persiana perfeita

    Elas vestem as janelas e fazem toda a diferença na decoração. Produzidas com tecidos tecnológicos que unem beleza e funcionalidade, diversos modelos de cortinas e persianas colaboram para a redução da entrada de calor no ambiente, protegem móveis e revestimentos da radiação solar, reduzem ruídos externos, inibem o acúmulo de poeira, entre outras vantagens.

    Vai comprar cortina/persiana e está em dúvida? Confira nossas dicas para escolher a cortina ou persiana perfeita para seu ambiente!

    1- As cortinas e persianas dão um toque final à decoração, por isso, o ideal é comprá-las depois de definir os móveis, revestimentos e cores das paredes.

    foto01

    2- Antes de comprar a cortina ou persiana analise a janela que vai cobrir. Se a paisagem for atrativa e com boa luz, evite cores escuras. Opte por tecidos claros e leves que permitam a vista da paisagem. Vale lembrar que tecidos muito leves não impedem a entrada de luz solar, para isso, é preciso complementar com uma cortina rolô, que é ótima para barrar a entrada de raios UV. Mas se a vista não é das melhores, aposte em tecidos alegres e coloridos.

    foto02

    3- Cortinas e persianas com elementos neutros caem bem em qualquer estilo de decoração e favorecem os espaços pequenos.

    foto03

    4- Cortinas e persianas estampadas, com cores fortes, de fibra ou de madeira no tom natural criam um clima despojado e favorecem ambientes amplos.

    foto04

    5- As persianas não precisam cobrir toda a parede, do teto ao piso. Você pode deixar uma sobra de cerca de 10 cm de cada um dos lados e cerca de 20 cm abaixo do peitoril. Já as cortinas, o ideal é que preencham toda a parede do teto ao chão.

    foto05

    foto06

    Fonte: Blog e Decore


  • Restauração de móveis

    Restauração de móveis

    Sabe aquele móvel antigo que já não combina mais com a sua decoração? Ao invés de comprar um novo, você pode restaurá-lo. O que acha? Além de economizar, você ainda faz bem ao meio ambiente.

    O mais importante para a restauração de móveis de madeira é ter paciência, já que os procedimentos exigem cautela e tempo. Quer aprender a restaurar? Veja o passo a passo que separamos para você!

    Primeiro passo: a primeira coisa que é preciso fazer é remover todos os acessórios do móvel, tais como: puxadores, alças, dobradiças e outras partes removíveis; evitando que a tinta estrague os acessórios;

    Segundo passo: com um pano úmido, limpe a sujeira acumulada; deixando a peça totalmente pronta para a pintura;

    Terceiro passo: para corrigir as partes danificadas, como buracos, superfícies lascadas e amassados use massa corrida para madeira;

    Quarto passo: com uma lixa de madeira remova qualquer resíduo de verniz ou tinta que esteja na peça; facilitando a aderência da nova tinta;

    Quinto passo: depois de escolher a cor e o tipo de tinta, é hora de começar a pintura! Utilize os rolinhos de espuma e os pincéis, fazendo movimentos em sentido único. Fique atento aos detalhes, caso precise, depois de secar, aplique outra camada de tinta.

    Sexto passo: depois de tudo pronto, é só colocar todos os acessórios de volta no lugar e está pronto para sua nova decoração.

    foto02


  • Decoração para Jantar Romântico – Valentine´s Day

    Decoração para Jantar Romântico – Valentine´s Day

    O Dia de São Valentim é uma data comemorada em 14/02, e é equivalente ao Dia dos Namorados no Brasil.

    Você conhece a origem desse dia?

    Foi criado em homenagem ao Bispo Valentim, mártir da Igreja Católica, que desobedeceu às ordens do imperador romano Cláudio II, e continuou realizando casamentos durante os períodos de guerra. O imperador achava que os homens solteiros eram melhores combatentes, e ao descobrir a atitude do bispo, ordenou que fosse preso e condenado à morte. Durante sua prisão o bispo recebeu cartas de apoio de muitos jovens que escreviam que acreditavam no amor. Valentim se apaixonou pela filha cega do carcereiro, que por milagre voltou a enxergar. Antes de ser executado ele deixou uma carta par ela, assinada como “De Seu Namorado” ou “De seu Valentim”. História à parte, apesar de não ser muito comemorada por aqui, a data não deixa de ser uma boa oportunidade para celebrar o amor, não é mesmo?

    Então, encha o coração de afeto e anote nossas dicas de decoração para um jantar romântico em casa.

    Dicas para um jantar romântico

    Iluminação

    Meia luz é uma boa ideia, e velas sempre trazem um clima mais intimista. Coloque 1 ou 2 velas em candelabros sobre a mesa e espalhe algumas pela casa.

    foto01

    Decoração

    Flores alegram o ambiente e deixam o lugar mais aconchegante. Opte por um arranjo pequeno e delicado para mesa, mas não se esqueça de enfeitar também, outros cantos da casa. Pétalas de flores na água dão um charme especial à decoração.

    Veja algumas ideias de arranjos:

    foto02

    Aroma

    Você pode usar algumas gotinhas de óleo de essência ao redor do pavio das velas a serem usadas, ou pode usar aromatizadores com fragrâncias suaves. Algumas têm a fama de serem afrodisíacas: Jasmin, Rosa e Ylang Ylang, por exemplo. Os aromatizadores de cerâmica são uma boa ideia. Pois cumprem dupla função: iluminam e perfumam, dando um toque especial à decoração. Há também os aromatizadores em varetas e spray.

    foto03

    Mesa

    Capriche na montagem da mesa, com uma toalha discreta, louça, copos e talheres bem organizados. Lembre-se que o cuidado com a apresentação da mesa será notado pelo convidado.

    foto04

    Os pratos e talheres devem harmonizar com a decoração do jantar romântico.

    Trilha Sonora

    Para “quebrar o gelo” nada melhor do que um sonzinho suave. Se o casal já tiver “aquelas” músicas preferidas, monte uma playlist e deixe rolando em som baixo o suficiente para poder ser ouvido, sem atrapalhar a conversa. Se você ainda não conhece muito bem o gosto musical do (a) convidado (a), aposte nos clássicos.

    foto05

    Fonte: Viva Decora